Afinal, o que é imunidade?

Afinal, o que é imunidade?

Afinal, o que é imunidade?

Imunidade é a capacidade do organismo de se defender de invasores, como algum vírus, bactérias ou fungos que possam ocasionar doenças. Quando a imunidade do nosso corpo está baixa, ficamos muito mais propensos a ter pequenas e grandes infecções e quadros como gripes.

Os alimentos que são ricos em vitaminas podem colaborar para manter a imunidade alta, pois auxiliam na manutenção do sistema imunológico. Por isso é importante manter uma alimentação correta e balanceada.

Todos os alimentos que ajudam a aumentar, ou manter a alta imunidade, você encontra em nosso site e pode comprar sem sair de casa. Clique aqui.

Veja a lista dos 6 alimentos mais importantes para manter a imunidade “em dia”:

1 – ALHO

O alho contém vitaminas A e C, nutrientes com papel fundamental no bom funcionamento do sistema imunológico e suas deficiências estão relacionadas ao aumento de doenças infecciosas. Por isso, o alho é considerado um ótimo aliado na prevenção de gripes e resfriados. Estudos indicam que o seu consumo pode aumentar a função imune das células, sendo responsável, em parte, pela redução da intensidade dos sintomas relacionados a estas doenças.

O princípio ativo presente no alho que é responsável pela ação biológica na defesa do organismo chama-se alicina. O alho fresco fornece a aliina, um aminoácido sulfurado que se transforma em alicina, após a ação da aliinase (enzima). A melhor forma de consumir o alho para aproveitar suas propriedades é triturar, amassar ou picar o alho e deixar 10 minutos em repouso antes do preparo. Esse é o tempo para permitir a ação da aliinase, processo que converte a aliina em alicina.

ATENÇÃO: Alho cozido não possui os mesmos efeitos do alho in natura. O aquecimento (processamento térmico) resulta na redução da ação da aliinase. Assim, como os princípios ativos do alho são muito sensíveis ao calor, recomenda-se o consumo do alho na sua forma crua.

2 – CEBOLA

O vegetal reduz infecções e ainda ajuda na absorção de importantes nutrientes, como o cálcio. Ela ainda esconde entre seus anéis carnosos uma preciosidade que atende pelo nome de frutooligossacarídeos (FOS). O que torna tais substâncias especiais é que conseguem a proeza de passar incólumes em grande parte do trato digestivo, e chegam quase intactas ao intestino grosso, onde são fermentadas. Essa atuação promove a multiplicação das bactérias benéficas que povoam a região – o efeito prebiótico. Entre as vantagens dessa proliferação está a melhora da imunidade, com a redução de infecções, e uma maior absorção de nutrientes caso do cálcio, amigo dos ossos.

3 – GENGIBRE

Essa raiz auxilia na defesa do organismo porque possui importante ação bactericida, além de boas doses de vitamina B6 e C. Ele ajuda no combate a proliferação de vírus e bactérias alojadas no organismo e é rico em antioxidantes, combate os radicais livres, melhora a imunidade, prevenindo gripes e resfriados. É utilizado principalmente na época de inverno na preparação de chás juntamente com mel e limão.

4 – IOGURTE NATURAL

O consumo regular de iogurte ajuda a recompor as bactérias benéficas da flora intestinal – chamadas probióticos. Elas agem como “soldados” no organismo que “lutam” para combater as bactérias ruins do organismo. Esses micro-organismos contribuem para aumentar a imunidade. O intestino saudável é capaz de separar o que não nos faz bem e absorver os principais micronutrientes, como as vitaminas.

Como os probióticos encontrados no iogurte melhoram a saúde do intestino, ele tende a deixar de ser “preguiçoso” e passa a funcionar melhor. Se você consumir iogurte regularmente, poderá ter menos chances de sofrer de prisão de ventre e outras complicações decorrentes da digestão.

Além disso tudo o iogurte natural possui uma rica fonte de vitaminas do complexo B, que atuam no metabolismo de proteínas, lipídeos e carboidratos e têm importante papel na produção de energia para o organismo, na oxigenação das células e na produção de neurotransmissores. Alguns estudos também apontam que as vitaminas do complexo B podem ajudar a combater a depressão e a ansiedade.

5 – VEGETAIS ESCUROS

Os vegetais escuros como brócolis, couve, couve de bruxelas, rúcula e espinafre são fontes importantes de vitaminas A, B6 e B12, que possuem papel na maturação das células imunes, ajudando na resistência às infecções. Estes alimentos também são ricos em ácido fólico, nutriente que participa da formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo.

A dica é consumir esses alimentos preferencialmente crus ou no vapor.

6 – FRUTAS CÍTRICAS

Frutas cítricas como laranja, acerola, limão, kiwi, e morango são ricas em vitamina C, antioxidantes, fibras, flavonóides e propriedades antiinflamatórias. As frutas cítricas aumentam a imunidade são importantes para a prevenção do câncer e doenças cardiovasculares.

Dica: Coma as frutas in natura ou faça sucos, aproveitando a casca. Consuma imediatamente após o preparo, para não perder a vitamina C, que é destruída pela luz e pelo calor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *